Principais custos ao contratar um funcionário CLT

Principais custos ao contratar um funcionário CLT
06 de setembro de 2021

O regime celetista é um dos mais comuns, mas tal padrão pode mudar a qualquer instante. Com o fenômeno da Pejotização, criticado por muitos defensores dos direitos trabalhistas, mas aclamado por diversos empreendedores, o regime celetista tem um novo adversário no horizonte.

 

Isso traz um novo questionamento: quanto custa para contratar um funcionário no regime CLT? No decorrer do presente artigo vamos analisar um pouco esse contexto e entender em detalhes quais são os principais custos associados à contratação de num funcionário CLT.

 

Quanto custa para contratar um funcionário?

 

Entender os custos envolvidos na contratação de um funcionário no modelo CLT abre portas para uma melhor compreensão sobre os custos de contratação num geral, assim como, a capacidade de comparar um cenário ao outro, podendo então decidir qual a melhor abordagem para a sua empresa.

 

Diversas são as taxas associadas à contratação de um funcionário CLT, e de acordo com o Portal Jota, contratar um funcionário no Brasil custa, em média, 73,33% a mais do que o salário bruto que é pago.

 

Em comparação, noutros países, tal qual os Estados Unidos, esse mesmo valor é de apenas 13,69%. Isso reflete como no Brasil os custos de contratação de funcionários é extremamente alto.

 

Encargos e Obrigações Trabalhistas dos funcionários celetistas

 

Se estamos diante de um funcionário que ganha um salário mínimo, que atualmente é de R$ 1.100, além de pagar tal valor, o empregador tem por responsabilidade legal te adimplir com R$ 806,30 em obrigações trabalhistas e encargos. Nesse valor, não estão incluídos benefícios.

 

Esse valor, lembramos, é uma média, e pode ser maior ou menor a depender da profissão em tela, dos acordos coletivos da categoria e das convenções.

 

Quais seriam os principais encargos?

 

Dentre os principais encargos trabalhistas temos o FGTS, as férias, o décimo terceiro salário, o vale-transporte, e ocasionalmente outras custas que, tal qual comentamos anteriormente, vão variar de cenário para cenário.

 

É necessário também entender que funcionários celetistas acabam estando associados a custos rescisórios, então a demissão de funcionários também acaba por pesar nas contas da empresa, e esses custos devem ser levados em consideração.

 

Custos com treinamento, com o pagamento de horas extras, assim como com possíveis benefícios deverão ser analisados e somados ao montante quando estiver cogitando contratar um funcionário CLT.

 

E como economizar tais valores?

 

Muitos empreendedores têm optado por outros meios de contratação nos últimos tempos. Alguns têm recorrido à terceirização de profissionais, outros procuram por freelancers, alguns ainda por profissionais autônomos e microempreendedores individuais.

 

O que importa é que hoje existem muitas formas de conseguir economizar na contratação de profissionais. Entretanto, ainda que não estejamos falando no pagamento de custas trabalhistas, outros cuidados devem ser tomados, tanto para a não configuração de vínculo trabalhista, quanto para o adimplemento de outras obrigações que possam existir.

 

Diante disso, conte com uma assessoria que possa lhe oferecer um auxílio no quesito soluções empresariais. Converse conosco aqui da Diferencial e entenda melhor como nossos especialistas podem te ajudar.