Exemplos de empresas MEI, EI, EIRELI e SLU

Exemplos de empresas MEI, EI, EIRELI e SLU
18 de junho de 2021

Empreender no Brasil é um objetivo comum para muitas pessoas. Isso se dá tanto à crise profissional, decorrente da pandemia, quanto a uma maior facilidade de abrir empresas em nosso território. Ainda que a burocracia seja intensa, estamos diante de uma menor burocracia incidente sobre esse cerne, devido a avanços regulatórios e tecnológicos na área.

 

Ainda diante de uma simplificação do cenário, alguns quesitos continuam trazendo confusão à mente dos empreendedores. Essas dúvidas costumam estar diante da natureza jurídica da empresa e do regime jurídico que o empreendimento pertencerá à.

 

Hoje, comentaremos aqui um pouco sobre esse assunto, diferenciando MEI, EI, EIRELI e SLU. Confira:

 

Quais as principais diferenças entre MEI, EI, Eireli e SLU?

A principal diferença entre esses regimes jurídicos resta sobre o limite anual do faturamento do empreendimento. Em resumo, uma MEI poderá faturar até R$ 81 mil ao ano. As SLUs, Eirelis e EI, se fizerem parte do Simples Nacional, podem faturar até R$ 4,8 milhões. Entretanto, essas 3 naturezas jurídicas têm algumas diferenças com relação ao funcionamento dos empreendimentos.

 

Por isso, hoje nós aqui da Diferencial Contabilidade especificamos um pouco mais as empresas que se encaixam em tais regimes jurídicos, isso, através de exemplos:

 

MEI: Artesão, Marceneiro, Adestrador, Editor, Cantor, Depilador, Engraxate – em resumo, profissionais individuais, que são “a própria” empresa em si mesmas;

 

EI: Bons exemplos de Eis são os cabeleireiros, mecânicos, serralheiros e outros profissionais de pequeno porte que começam a prestar serviços e transformam tal atuação em um negócio. Nesse caso, existe a possibilidade de possuir ajuda de colaboradores que montam a rede do empreendimento;

 

EIRELI: EIRELI é o Empresário Individual de Responsabilidade Limitada, alguns exemplos podem ser os médicos, psicólogos, jornalistas e assim por diante;

 

SLU: Pouco conhecida, a SLU é a Sociedade Limitada Unipessoal, e acaba sendo equiparável em aplicações à EIRELI. A diferença aqui é que, na EIRELI, são necessários 100 salários mínimos para a abertura. E no caso da SLU, não há um valor mínimo, uma vez que se respeita o método mercadológico.

 

A escolha do regime jurídico que irá incidir sobre o seu empreendimento é algo bem importante, uma vez que será um divisor de águas no próprio funcionamento do negócio, na maneira que ele poderá crescer e assim por diante. Essa mesma decisão, também comunicará ao gestor quais tributos deverão ser recolhidos, sua respectiva base de cálculos e assim por diante.

 

Desta feita, melhor orientar a escolha do regime jurídico é algo verdadeiramente estratégico. Nós da Diferencial Soluções Empresariais podemos te ajudar nesse momento e comentaremos um pouco mais sobre isso no tópico que segue.

 

Converse conosco

Tem dúvidas a respeito da escolha do regime jurídico que irá incidir em seu empreendimento? Converse conosco aqui na Diferencial Soluções Empresariais e entenda melhor como podemos te ajudar.

 

Contar com especialistas nesse momento de alta importância é a chave para a garantia de sucesso da sua empreitada. Estamos esperando desde já a sua mensagem para que juntos, possamos começar a trilhar o melhor rumo possível para a sua marca.